MEU BEBÊ NÃO DORME, O QUE FAZER?

15 out

Dicas para seu bebê dormir bem:
• Assim que os pais se sentirem seguros – em geral no final do primeiro mês – o bebê deve ser acomodado no quarto dele. Ainda que possa parecer difícil, melhora o sono dos pais, dá maior conforto à criança e é fundamental para que aprenda a dormir sozinha.
• O quarto deve ser tranquilo, ensolarado (principalmente pela manhã) e arejado. À noite, deixe-o no escuro e em silêncio. Use uma luz fraca apenas para a troca de fraldas ou quando for amamentar.
• Evite escurecer o quarto durante o dia. Deixe o bebê dormir com a luz natural e não adote a política do silêncio absoluto na casa. Durante o processo de aprendizado das diferenças entre dia e noite, é bom que ele se familiarize com os sons da rotina doméstica.
• Vista a criança de forma confortável, cobrindo inclusive as extremidades, porque pés e mãos ficam mais frios que a parte central do corpo. Lembre-se de que bebês perdem calor mais rápido que adultos, por isso tente manter o quarto em uma temperatura constante e agradável (nem muito quente durante o dia, nem muito frio à noite).
• No início, quando ainda se mexe pouco, procure colocá-lo deitado do lado direito, com as costas apoiadas em um travesseirinho. Essa postura, sobretudo depois da amamentação, ajuda a digestão.
Evite:
• Berço não é lugar de brincar, ficar de castigo ou comer. Bebês devem associar o berço apenas à hora de dormir.
• Evite fazer o bebê dormir no colo ou na cama dos pais. Coloque-o acordado no berço e procure acostumá-lo com esse procedimento. Isso faz com que ele não dependa dos pais para pegar no sono e se sinta mais seguro.
• Não saia correndo ao primeiro sinal de que ele acordou. Às vezes, a criança desperta ao mudar de posição ou sonhar. Dê-lhe a chance de aprender sozinho a pegar novamente no sono.
• Não encha o berço com brinquedos, travesseiros ou cobertores que possam sufocar o bebê.
• O quarto não pode ter exageros na decoração e deve ser relativamente isolado de ambientes sociais, como a sala de TV ou jantar.

Curiosidade: Quando o bebê ainda está no útero, o movimento de andar da mãe o embala para dormir. Sendo assim, o recém-nascido ainda adora ser balançado e embalado. Envolver o bebê com cobertas o fará se sentir “em casa”. Muitos bebês também gostam de música.

Retirado do site: institutodosono.com.br

About these ads

8 Respostas para “MEU BEBÊ NÃO DORME, O QUE FAZER?”

  1. Lais Rizzato outubro 21, 2008 às 7:52 pm #

    Olá, Schimmerys!

    Achei bem interessante este “post de utilidade pública” sobre o sono dos bebês. Não tenho filhos (ainda, hehe) mas como tia de duas lindas sobrinhas, permita-me compartilhar um pouquinho do que eu sei a respeito do assunto, tudo bem?

    – Sim, é isso mesmo, Schim: bebêm devem se acostumar bem cedo com a idéia de a rotina da casa, assim como o mundo em que estão é barulhento mesmo! Não sei em qual cidade/estado você mora, mas aqui no Rio Grande do Sul, os bebês e crianças que vivem no seio das famílias de origem italiana nascem, vivem e crescem acostumadas com barulho e muvuca ao redor do quarto, do berço, etc. (e acredite: aqui no Sul, as famílias italianas costumam ser BEM barulhentas!) e ainda assim, conseguem dormir super-tranqüilas como se nada as incomodassem. Eu mesma, vivi meus primeiros anos de infância na rua central mais barulhenta da minha cidade e, justamente por ter me acostumado desde cedo ao barulho, nunca tive problemas de sono na infância e até hoje consigo dormir tranqüilamente, mesmo com a maior muvuca na vizinhança, hehe. Tudo bem, não precisa expor o bebê a barulhos extremos, som no último volume, etc. mas pode ter certeza de uma coisa: o bebê que é criado na “política do silêncio absoluto” em casa torna-se quase sempre um adulto que tem problemas de sono à menor mudança de rotina, além de se tornar uma criatura ranzinza com barulhos de vizinhos, TV, crianças, etc.
    – Meu amado pai (que Deus o tenha), com a experiência e a sabedoria de quem criou sete filhas de dois casamentos, me ensinou uma coisa a respeito deste assunto: a primeira: bebês não pedem vícios, são os adultos que as poem nelas por ignorância ou superproteção. Por mais insensível e cruel que possa parecer, ele era radicalmente contra a “embaladinha” antes de dormir porque isto era um vício que faria com que o bebê nunca se acostume a pegar no sono sozinho, além de ser difícil de tirar. Ele até reconhecia a importância de uma breve embaladinha antes do soninho (até para a formação do vínculo afetivo entre mãe/pai e bebê), mas ele condenava muito o vício de viver embalando o bebê a qualquer hora do dia ou da noite. E acredite: um bebê “viciado” e dependente transtorna imensamente a rotina dos adultos.
    – Que me perdoem os adeptos da “cama familiar”…Mas lugar de bebê é no seu próprio berço e no seu próprio quarto e ponto final! Porque pai e mãe, antes de tudo, são marido e mulher que (ainda que não com a freqüencia de antes) fazem sexo. E não é nada saudável para a via conjugal ter um “pequeno voyeur” escutando os ruídos da relação sexual dos pais (que, segundo algumas teorias, o bebê os associa como se “o papai estivesse machucando a mamãe”, dando origem a traumas, complexos, etc.). Além disso, aprender a dormir sozinho desde cedo é um valioso aprendizado para a formação de uma criança independente e segura.

  2. Lais Rizzato outubro 21, 2008 às 9:33 pm #

    Pra terminar, quero te dar uma sugestão de livro que, embora seja bem antigo, possui uma série de conselhos que, se a gente saber adaptar para a realidade do século XXI, são supervaliosos para as mamães de bebês e crianças pequenas. Chama-se “Cartas a uma Mãe” de Wilhelm Stekel (que era um psiquiatra austríaco, discípulo de Freud). O autor não é lá muito conhecido aqui no Brasil e o livro é antigo e considerado meio raro. Mas, dando uma boa fuçada nos sebos da tua cidade, é provável que tu encontres este livro (tem uma rede de sebos on-line, a Estante Virtual, onde tu encontras ele facinho). E o melhor: apesar de raro, este livro tem um preço super-camarada! Como existe edições deste livro que datam até de 1936, aconselho que tu procures por edições mais recentes dele, que são da década de 60. Por incrível que pareça, muitos dos conselhos do livro, ainda que antigo, são extremamente válidos para a realidade atual.

    Espero que minhas dicas e sugestões possam ajudar a você e a todas as mamães que freqüentam o blog…

    Beijos!

  3. Adriana fevereiro 24, 2009 às 7:29 pm #

    Querida, Sou tia de vários sobrinhos que ajudei a criá-los, hoje sou mãe de uma linda bebê de 02 meses, a Gabi, e posso afirmar a vc que algumas coisas só o tempo modifica, pelas questões fisiológicas, como por exemplo as cólicas, assim como o tempo de adaptação a nova realidade do pequeno ser.

    É muito fácil dar conselhos quando não se é mãe, mas somente, e tão somente após sermos mães podemos falar sobre alguns assuntos, principalmente de crianças. Acredite, é a pura verdade. Posso afirmar com a convi~ção de quem já passou por isso.

  4. solismar ferrao junho 2, 2009 às 4:12 pm #

    Ola meu nome é Solismar e sou pai de uma linada menina que esta com seis meses, graças a Deus ela nunca tem colicas , mas a noite vai dormir umas 2.00 hs da manha querendo conversar e fazer fregi, acorda cedo umas 8.00 hs da manha mama e depois dorme umas 11.00 até as 13.00hs almoça e dpois dorme um soninho tranquilo a tarde,

    pergunta : Por que ela dorme tao bem durante o dia e a note não,
    Ela acabou de fazer 6 meses hoje.
    obrigado

  5. PATRCIA agosto 8, 2009 às 11:53 am #

    olá, meu nome é patricia, tenho um bebê de seis meses, e ele nunca dormiu a noite mais q 3 horas seguidas desde q nasceu durante o dia dorme quatro sonos de 20 minutos a meia hora, e tem vez q anoite ele acorda tb de meia hora pra mamar, dizem q é pq mama no peito sera q é verdade?

  6. Patricia Emanuel maio 26, 2012 às 5:50 pm #

    Eu tenho um bebe de 2 meses,e ele nao dorme nem de dia e nem a noite,e quando resolve dormir e so cmg ou com o pai,e t dificil pq ate agora naos ei oq é dormir mais,mas creio que conforme for passando os meses mude um bjx a todas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 960 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: